Como mapear as dificuldades no processo de Outbound

Sendo um processo de prospecção ativa que aborda leads em potencial que correspondem ao seu perfil de cliente ideal, o Outbound geralmente é definido pela união de vários parâmetros alinhados às características do cliente que melhor se adapta à solução oferecida.

Porém ao longo do processo algumas dificuldades podem surgir e nem sempre é fácil identificar para corrigir. Por isso hoje vamos abordar sobre como mapear essas dificuldades no processo de Outbound, para que seja possível solucionar de forma assertiva. 

As dificuldades que mais surgem são:

1 – Falta de organização

Organização é item fundamental para identificar o que está ocorrendo de errado com o seu time. 

Ter conhecimento de informações como: número de emails e ligações feitas por vendedor ao dia, quais os fluxos de retomada e fechamento das vendas, taxa de sucesso das estratégias definidas, são exemplo de bons dados que você precisa saber e que por muitas vezes por falta de clareza, não são bem utilizadas. 

Tenha esses dados organizados e atualizados com frequência auxiliará muito na tomada de decisão quando necessário.

2 – Informações sem clareza

Ter conhecimento e informação é a chave do poder. Qualquer decisão é baseada em informação. Por isso, saber está acontecendo no seu time é muito importante.

Saber exatamente como o processo de outbound funciona, te ajuda a identificar mais facilmente qualquer problema que aconteça ao longo dos estágios. Utilizar-se de ferramenta para facilitar pode ser sua grande aliada.

3 – Pouco engajamento do seu time de vendas

É aquele time que não bate metas sempre por um motivo específico. A época do ano é ruim, o cliente é complicado ou o produto não tinha fit.

Situações em que o time não bate as metas por determinados motivos podem ocorrer, mas elas devem acontecer esporadicamente. Essas razões não podem servir de desculpa sempre para um time não alcançar as metas.

Qual é a dificuldade no meu processo?

A prospecção

Há muitas formas de você conseguir testar se você está atingindo seu público alvo nas mídias em que ele está.

Muitos realizam testes A/B para entender qual melhor como o fluxo funciona, por exemplo. Você pode verificar se há mais ligações ou mais emails. Vale a pena incluir alguma redes social como Facebook em um dos fluxos?  

Quando for escolher uma ferramenta para auxiliar nesse processo, verifique se ela te oferece dados significativos e valiosos. 

O pós-contato

Situação mais comum do que deveria: o vendedor prospecta o lead, se conecta, qualifica, envia a proposta e o lead some. Se identificou também?

Um dos casos mais comuns no processo de outbound é o vendedor faz a prospecção, entra em contato, qualifica, envia a proposta e o lead desaparece. Isso nada mais é do um sinal que o vendedor ou o lead, não estão engajados o suficiente, tornando outros assuntos mais prioritários.

Nestas situações, os fluxos de fechamento ajudam muito a engajar novamente um lead. Esclarecer alguma dúvida que tenha ocorrido ao longo do processo ou analisar um melhor momento para passar para a próxima etapa da negociação fazem parte do fluxo e são extremamente importantes. 

Leads parados na base

Outra situação que ocorre muito são os leads parados na base devido ao fato de não responderem e que ficaram no pipeline se acumulando. 

Não podemos esquecer que eles são potenciais clientes parados que podem ser receita em potencial e devem ser trabalhados.

Agora que você já sabe como identificar e mapear as dificuldades no processo de Outbound, não perca tempo e coloque tudo o que você aprendeu em prática.

About Nerus Sales